Posso dar sangue?


Quem pode dar sangue

   De um modo geral, é só necessário ser saudável, ter mais de 50 kg, mais de 18 anos e menos de 65.

   De um modo particular é necessário que não tenha doenças que o possam prejudicar durante a dádiva ou com a dádiva: anemia, epilepsia, tensões elevadas, doenças do coração, diabetes tratada com insulina, doença crónica. Um dador tem que ser saudável, por definição. Um dador não pode ter dado sangue há menos de 3 meses (homens) ou de 4 meses (mulheres).

   De um modo particular é necessário que tenhamos a certeza de que o dador não transmite nenhuma doença infecciosa ao doente que vai receber o seu sangue.

   Além de o dador não poder estar em período de doença febril (por ex. Gripe ou outra doença infecciosa) também tem que ter a certeza de que não tem possibilidades de ter contraído hepatite b ou c ou sida. Tal quer dizer que nos últimos anos se exige que cada dador tenha tido um comportamento tal que faz com que tais doenças não sejam possíveis: por exemplo ter sido tóxico-dependente é hoje eliminatório para a dádiva. Ter tido vários companheiros sexuais, conhecidos ou desconhecidos, sem ter tomado as necessárias precauções de defesa obriga a que cada um pense, decida ou fale com médico que o atende. Mas pode decidir sozinho.

Quem não pode dar sangue

   Quem tem menos de 18 ou mais de 65 anos, pesa menos de 50 kg, tem hipotensão ou hipertensão ou uma doença em que a dádiva de sangue o possa prejudicar ou possa prejudicar quem vai ser tratado com o seu sangue. Em muitos casos a doença que incapacita a dádiva será decidida pelo médico que entrevista cada dador, outras vezes o dador tem que pensar que eventualmente pode prejudicar outros.

   O mesmo problema põe-se com todos os que tiveram, nos últimos 2 meses, relações sexuais com desconhecido(a) ou com conhecido(a), mas de que nada sabem acerca do seu estado de saúde e da sua vida, não tendo usado qualquer protecção que o impeça de certeza de estar infectado(a).

   Ainda não há análises que detectem todos os infectados. Se o contágio foi recente, nos últimos 2 meses, as análises podem continuar normais mas o sangue vai transmitir o vírus que já continha. É este período que se chama o período da janela e que causa o pânico em todos os serviços.

   O hospital, os doentes, necessitam de colaboração de todos os saudáveis, dê sangue conscientemente., pois é da sua consciência que na realidade pode depender a vida futura do doente que vai ser tratado com o seu sangue.